top of page

Como fazer curvas no downhill

Uma coisa que poucos sabem a meu respeito, é que sempre fui apaixonado por automobilismo e por moto. Lembro em minha infância de como eu ficava alucinado acompanhando as corridas pela televisão ou então as provas de motocross que aconteciam em Osasco - SP, minha cidade natal. Acredito que isso teve um grande peso na hora de eu escolher praticar a modalidade mais rápida da patinação, o downhill. Me aventurei por um período no kart, eu não era um bom piloto tenho que confessar, mas isso me trouxe uma experiência muito grande em diversos tipos de pista e curvas. Tive oportunidade de andar e observar grandes pilotos, como curioso que sou, sempre que tinha oportunidade investia em cursos para melhorar minha aprendizagem seja no carrinho ou sobre duas rodas. Aprendi com grandes nomes do automobilismo brasileiro como, Suzane Carvalho uma multi-campeã que possui um centro de treinamento de pilotos e ministra aulas de pilotagem de Kart, Fórmula, Turismo, Moto, etc.. também com André Ribeiro (Fórmula Indy), Felipe Giaffone (Fórmula Indy e Fórmula Truck). Agora você me pergunta, Dennis, o título fala sobre como fazer curvas no downhill e você está me falando sobre automobilismo, moto, o que isso tem a ver? Bem, existe muito em comum e eu vou te falar sobre algo que talvez você não tenha parado para pensar e quebrar o mito que pessoas grandes e pesadas nunca conseguirão ser rápidos em circuito com curva. Se você está preparado para essa conversa, não esqueça do seu caderno de anotações e vamos lá! Normalmente quando fazemos passeios pelas ruas, os chamados urbans, fazemos trajetos onde facilita a vida do patinador. Com pequenas ladeiras, em alguns até com ladeiras um pouco mais rápidas porém quase sempre em trechos de retas ou com curvas suaves para a esquerda ou para a direita e que o patins geralmente perde velocidade no final ou termina em uma subida. Agora no downhill podemos dizer que é exatamente o contrário, os circuitos onde precisa apenas colocar na base e descer estão desaparecendo do esporte e a cada dia estão ficando mais técnicos e rápidos onde o objetivo principal é colocar em prova as habilidades técnicas do patinador. A curva ou reta que antecede cada curva vai definir a velocidade e angulação que você vai chegar, mas o que vai definir como realmente você irá fazê-la, será o trecho seguinte. Uma forma que eu gosto muito de pensar é o seguinte, o trecho que vier após a curva será o fator decisivo, se for uma reta, em hipótese alguma você deverá optar por prejudicar a sua saída pois você será mais lento em toda a reta, isso pode mudar em caso de uma disputa de posição onde você poderá aproveitar o vácuo do seu oponente para ganhar velocidade mas isto é um assunto que eu não vou abordar agora. Podemos em um segundo momento fazer um texto para falar apenas sobre isto. Eu vejo muitos patinadores falando sobre usar rodas maiores para que consigam uma melhor velocidade final mas muito provavelmente eles iniciam a reta mais lentos, o que dá a falsa impressão de com rodas maiores eles são mais rápidos. Agora vou começar a falar sobre os tipos de curvas, aliás, você já parou para pensar quantos tipos de curvas existem no downhill? Veja abaixo alguns tipos de curvas e em seguida falarei sobre elas.

Quer ler mais?

Inscreva-se em adreninline.com para continuar lendo esse post exclusivo.

Assinar
62 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page