Adreninline será representada no maior campeonato de street do mundo - Winterclash

O Winterclash acontece uma vez por ano, no fim de fevereiro na Holanda. Este é o maior campeonato do mundo dedicado apenas a agressive inline (patinação de manobras) e reúne atletas de 60 nacionalidades.

O evento consiste em 2 categorias principal e amador que são todos os patinadores do mundo que não contam com um patrocinador de bota (ou seja muitos profissionais patinam no amador por não ter outra opção) ,e a categoria Pro que é a principal.

Para competir no profissional existem 3 possibilidades, sendo elas, ter um patrocinador de bota de patins, ganhar o amador do Winterclash, ou ganhar um “wild card” um passe no campeonato do Bowl, que é aberto e ocorre na quinta feira antes do evento principal do Winterclash. O Bowl que acontece no primeiro dia, e eventos paralelos, como dinheiro por manobra, manobra mais criativa, cinema com seu ídolo Pro, apresentações no palco, tendas de vendas etc. Fizemos uma breve entrevista para vocês conhecerem melhor nosso atleta que mora na Áustria. Conta pra gente um pouco da sua história na patinação: Meu nome e Bruno Santa, sou Brasileiro morei muitos anos em Osasco SP, tenho 37 anos de idade, patino sem parar entre diversas modalidades do patins fazem 29 anos, e continuo buscando e realizando meus sonhos dentro da patinação inclusive competindo no Winterclash pela oitava vez em 2020 sendo um dos mais velhos ainda brigando pelo título. Como você se prepara para esta competição? A minha preparação para o Winterclash, consiste em corrida, natação, e treinamento com os patins de 4 a 6 vezes por semana, por sessões que duram de 2 a 4 horas e meia dependendo do dia e da modalidade. Como você concilia a sua vida pessoal, trabalho e a patinação? As vezes é difícil conciliar a vida de casado com 2 filhos e o treinamento de alta performance que este campeonato exige mas felizmente consigo representar nosso país e o time Adreninline no Winterclash e outros campeonatos menores com muita satisfação.

Qual foi os resultados que você já teve nessa competição? Infelizmente nunca consegui um resultado muito satisfatório no evento principal, tive sim a oportunidade de competir e me qualificar para a final algumas vezes onde me machuquei no primeiro trick ou no último da semi que me qualificou para final ( quebrei o ombro, a mão, bati com o Dominique Wagner de cabeça e quebrei umas costelas, etc). No evento do Hanglosers Bowl 3 anos atrás para minha surpresa eu fui o único amador a qualificar pra final do Bowl entre os Pros andando contra os melhores patinadores do mundo como, Joe Atkinsons, Sem Kroft, Dominique Wagner, Dominique Bruce e outros dois. Nesta ocasião ganhei o passe para o Profissional, foi inédito e fiquei muito surpreso.

O que você mais gosta de fazer no Winterclash? E porque é conhecido como o Hulk? Além dos eventos eu sempre pulo na pista no fim do campeonato pra tentar o “best trick”, esse é o momento onde só pula na pista quem tem uma boa ideia e um pouquinho de coragem extra (geralmente uns 5 patinadores apenas tem a chance), alguns escolhem truques como double backflip, outros escolhem saltar da arquibancada pra pista e aí vai, como pra essa parte do campeonato não tem “inscrição” você tem que chamar a atenção do público ou eles tem que chamar você, as vezes acontece do meu nome ser convocado e eu apareço com alguma ideia maluca e a primeira vez que fiz isso fui vestido de Hulk e desde então sempre que vou levo, pois a galera me cobra e curte bastante.

O que te atrai tanto a esse evento além da competição? Além da competição, muita gente participa pela emoção de estar ao lado dos grandes ídolos do patins, eu me sinto muito feliz por fazer parte dessa comunidade e ver a cada ano os pequenos garotos que vi aprendendo me destruir com truques inéditos andando como Pros.


O que você tem a dizer para quem gostaria de um dia participar do Winterclash? Para quem gostaria de participar pela primeira vez, eu recomendo chegar no local e experimentar a pista, se aquecer bem e muito importante é traçar os limites do seu corpo, condição física e técnica. Afinal ninguém quer sair desse grande evento machucado neh! Este grande evento é uma oportunidade única de unir gerações que compartilham uma mesma paixão, se divertir ao lado do seu ídolo e ser parte desse motivo maior que é a evolução do nosso esporte. E quem quiser acompanhar o que você está aprontando por lá o como faz para ver? Quem estiver interessado em ver algumas fotos e videos deste ano me siga no Instagram, pois estarei postando: @brunosantavital procurem também por Winterclash no YouTube tem muito vídeo bom por lá.


Bruno já está na Holanda, representando o Brasil e a Adreninline mais uma vez com muito orgulho. Ele dedica este texto aos seus filhos Finn, Theo, e ao seu time do coração Adreninline.


393 visualizações

Parceiros:

download.png

THAYNE

YAMAMOTO

inline-certification-program.png

2019 | Adreninline | São Paulo - SP