10 mitos sobre patinação que você precisa saber

Atualizado: 6 de Mar de 2019

A patinação, como outras práticas esportivas, sofre muito com alguns mitos que formam sobre o esporte, porém viemos desmascarar alguns desses clichês.

1º Mito: Patins tradicionais (ou quad) são mais antigos que patins inline.

Os patins inline são muito mais antigos que o tradicional (ou quad). Os primeiros patins inline foram inventados por volta de 1760 por um belga John Joseph Merlin. Inspirado nos patins no gelo, suas rodas estão alinhados um atrás da outro. Somente em 1863, o americano Plimpton inventou patins de quatro rodas em dois eixos reclináveis ​​(quad).


2º Mito: Patinação é coisa de criança.

Crianças são 40% dos patinadores ativos, o que deixa 60% para adolescentes e adultos. Você pode começar a patinar em uma idade bem precoce entre 3 ou 4 anos, mas pode ser praticado em uma idade mais avançada, existem hoje patinadores estão na faixa de seus 80 anos. Além disso, de 1880 a 1910 a patinação era uma atividade de lazer para aristocratas em pistas exclusivas de patinação, onde usavam cartolas e casacos. Somente depois da segunda guerra mundial a patinação se espalhou para o mundo do aluno e consequentemente a população mais jovem, portanto estamos longe de ser somente para crianças como alguns clichês por ai.


3º Mito: Treinador de patinação. Isso é mesmo um trabalho?

Não é só um trabalho real como é reconhecido em alguns países. Porém no Brasil, em diversos estados, você primeiro precisa formar-se em educação física para ser treinador de patinação ou qualquer esporte. Se você realmente quer a patinação para sua vida, recomendamos que você procure um profissional da patinação.


4º Mito: Patinar de quad é mais fácil que patins inline.

A estabilidade dos lados é melhor nos quads, porém você vai ter uma estabilidade melhor dianteiro e traseiro com patins inline. A área em contato com o chão com quads é um retângulo sob seus pés, e com inlines é uma única linha. Então tudo depende de qual seria seu objetivo, o mais largo, porém curto (patins quad) ou mais fino, porém longo (patins inline)?

São patins com formatos diferentes não existe um mais fácil e sim o que você melhor se adapta.


5º Mito: Patinação artística e Roller Derby são só para meninas

Errado! Os homens desempenham um papel preponderante na patinação artística.

Para roller derby, há cada vez mais equipes de homens, principalmente nos EUA.

Porém no Brasil existem em formação alguns times de Roller Derby masculino, no entanto não impede de os meninos irem treinar com elas (se aguentarem rsrs...).


6º Mito: Comprar patins 2 números maiores.

Isso acontecia muito nos anos 90, pois muitos patins eram importados e vinham com a numeração europeia que são 2 números maiores que a numeração brasileira, e muitas vezes também por não haver patins ajustáveis para as crianças e como o número do pé iria aumentar os pais costumavam comprar numeração maior. Assim como tênis, se seus patins são muito grandes, ele irá provoca atrito e bolhas. Seus pés devem está seguros e firmes.


7º Mito: Patinar é perigoso.

Um estudo do Instituto de Vigilância Sanitária francês em 2004-2005 (Não encontramos nenhuma pesquisa no Brasil) mostrou que patinar está longe de ser a modalidade esportiva mais propensa a acidentes.

Os esportes coletivos (que são os esportes mais praticados) estão muitos na frente com 42,9%, em segundo lugar com 19% vem os esportes sobre rodas não motorizados, porém destes 19% do estudo colocou a patinação com apenas uma parte (18%), ciclismo (74%) e outros esportes de rodas não motorizados (8 %).

Em 90,6% dos casos de acidente na patinação, é uma única queda envolvendo apenas o próprio patinador.

Entenda a importância de usar equipamento de proteção!


8º mito: Patinação tem cobertura zero da mídia.

Assim como muitos outros esportes, a patinação está em tempos difíceis de encontrar o seu lugar ao sol, mas a situação é diferente de acordo com cada país.

Por exemplo, hóquei tem grande cobertura da mídia na Itália, Espanha, Portugal e Argentina.

Os fãs vão em grande número para assistir aos jogos de hóquei, que são transmitidas ao vivo em canais de televisão nacionais. Na Colômbia, patinação de velocidade é muito forte, onde tem um público muito grande e cobertura televisiva.


9º Mito: Você pode patinar em ciclofaixas.

Tenha cuidado ao patinar em ciclofaixas, patinadores são tolerados, em caso de um acidente com uma bicicleta, você será responsabilizado. De acordo com o código de trânsito brasileiro patinadores são considerados pedestres e não deveriam andar sobre ciclofaixas (porém há leis municipais, como na cidade de São Paulo, que é permitido o trânsito de patinadores em ciclofaixas). É importante ao patinar por essa via prestar atenção e andar com velocidade compatível com as bicicletas. Se você patinar pela calçada, você não deve ir mais rápido do que a velocidade de um pedestre (em teoria).


10º Mito: “A -Eu sou patinador. B – Ah legal! Você participa desses encontros de patinadores?”.

Patinação não é apenas encontro para lazer, mas é um esporte onde existe uma federação e diversas modalidades. No Brasil as modalidades mais reconhecidas são: patinação artística, velocidade, hóquei e outras que vem crescendo como roller derby, patinação freestyle entre outras.


E se você acha que acabou, existe muitos outros mitos a serem desmascarados, então como bônus daremos mais um para vocês. A grande "novidade" da atualidade, os patins de 3 rodas, conhecidos como three skates tiveram seus primeiros modelos em 1819.

E aí vocês já ouviram falar de alguns destes mitos? Conhece algum que não tenha mencionado? Conte pra gente.


139 visualizações

Parceiros:

download.png

THAYNE

YAMAMOTO

inline-certification-program.png

2019 | Adreninline | São Paulo - SP