Dia Internacional da Mulher - Mulheres no esporte

Hoje o dia é inteiramente delas, as mulheres. Não há como falar em mulher e não falar de suas lutas e suas conquistas por seus direitos. No esporte não foi e nem é diferente, as mulheres só iniciaram sua participação em esportes olímpicos em 1900 na era moderna dos jogos olímpicos e só em 2012 na Olimpíada de Londres que se pode ver mulheres em todas as modalidades esportivas e foi onde se equiparou o número de mulheres com os dos homens que competiam.


Na patinação tivemos diversas mulheres que foram figuras importantes e que mudaram o cenário do esporte, uma delas é Surya Bonaly uma francesa que competia na patinação artística no gelo.

Bonaly encerrou sua longa carreira como uma das mulheres mais condecoradas da história do esporte, conquistando medalhas em quase todos os grandes eventos, exceto as Olimpíadas de Inverno. Bonaly, ganhou três vezes a prata nos campeonatos mundiais e foi cinco vezes campeã europeia.


Nunca houve qualquer medalha olímpica por ter uma apresentação mais atlética do que artística em suas aparições, segundo os jurados, não conseguindo impressiona-los.

Na última Olimpíada de Inverno que participou no Japão em 1998. As esperanças de Bonaly por uma medalha foram rapidamente frustradas, com sua pontuação baixa demais para levá-la ao pódio, não importando o quão boa ela fosse e uma lesão no tornozelo que impossibilitou de fazer o seu máximo.

Ela terminou sua apresentação com um back flip perfeito que ganhou a ira dos juízes, pois era uma manobra proibida, e teve grandes deduções de sua pontuação. Mas ganhou a admiração da platéia e telespectadores onde todos ficaram admirados com seu feito e 21 anos depois nunca nenhuma mulher arriscou fazer o que ela fez. Bonaly ainda terminou em décimo lugar.

Hoje ela fala orgulhosamente daquele momento.

"Queria fazer algo para agradar ao público, não ao júri. O júri não ficava contente independentemente do que eu fizesse, e sabia que não tinha hipóteses de ganhar porque todas as outras estavam em tão boa forma".

Surya foi um ícone da patinação, e a sua luta constante sempre foi: a de não se encaixar no conceito de graça e feminilidade em um dos universos mais conservadores a esse respeito, a patinação artística. Ela pode não ter passado da quarta posição olímpica, mas foi gravado na memória do esporte, que é sem dúvida um dos gestos mais ousados que qualquer atleta já fez na história dos jogos.

"Você deve ser capaz de fazer o que quiser." Surya Bonaly

No vídeo abaixo mostramos um pouco da história e as conquistas das mulheres no esporte, entrevistamos algumas mulheres patinadoras para conhecer um pouco mais sobre a realidade delas neste esporte no Brasil, vamos ver o que elas falaram?




115 visualizações

Parceiros:

download.png

THAYNE

YAMAMOTO

inline-certification-program.png

2019 | Adreninline | São Paulo - SP