Já imaginou passar dos 100km/h em cima do patins? Conheça o inline downhill

Atualizado: 5 de Mar de 2019

Hoje o nossa postagem é sobre uma das modalidades mais arriscadas no mundo inline, indicada apenas para os mais corajosos, sim é o Inline Downhill. A modalidade exige o uso de equipamentos de segurança iguais aos de um praticante de motovelocidade, como o uso de macacão, luvas e um capacete fechado pois em uma queda em alta velocidade o risco é maior.

Timburi - São Paulo

Sua pratica é feita em ruas com ladeiras, estradas e serras, consiste em descê-las em alta velocidade, em alguns lugares como Teutonia - RS passando os 100km/h. Os patins usados aqui possuem uma base mais longa e 5 rodas para oferecer maior estabilidade do patins quando em alta velocidade e de preferência sendo Hard Boot (botas duras) que dão mais estabilidade ao tornozelo.

Associação internacional inline Downhill, IIDA, é uma organização criada inicialmente, a fim de ajudar com o crescimento e regulação do esporte de corrida do inline downhill. Inline downhill começou na Suíça no início de 1990 com o primeiro evento realizado em Lausanne em 1994.

Através dos anos, muitas pessoas têm trabalhado incansavelmente para esse fim, Jerome Perakis lançou a Taça dos Campeões Europeus e do Pro Tour da Copa do Mundo nos anos seguintes.

Ele, então, entrou em contato com a federação internacional de roller sports, para criar o primeiro Campeonato do Mundo de Downhill Inline, que se realizou em Zell am See (Áustria), em 2000. Nesse mesmo ano, Jerome Perakis fundou a IIDA e foi presidente até 2002.

Muito sucesso já foi alcançado com o surgimento de grupos de inline downhill no Brasil, Inglaterra e Espanha.

No Brasil já temos atletas que se destacam nessa modalidade, que cada vez mais está crescendo em nosso país, nossa entrevista hoje é com o atleta e amigo da equipe Adreninline Dennis Tavares, que no ano de 2014 conseguiu o terceiro lugar no brasileiro de Downhill inline.

Quando você começou a patinar? Comecei a patinar em 1992 em um patins quad que minha irmã tinha ganhado, peguei para andar, gostei e logo que começaram a sair os patins inline e já quis um para mim.

O que te fez escolher esse esporte? Não sei te dizer, mas achava legal as pessoas terem rodas nos pés. (risos)

O que te motivou a escolher o downhill?

Foi por causa de um acidente, em 1994 eu praticava vertical, estava na Rollerbrothers da Barra Funda e estávamos em 4 pessoas dropando no half quando por um vacilo meu acabei errando uma manobra e batendo o rosto, sai de ambulância, tive algumas complicações e fiquei inseguro de voltar a praticar essa modalidade, mas continuei patinando nas ruas do bairro onde morava, por volta do final de 1995, começo de 1996 conheci uma galera que fazia speed de longboard, grandes nome da época como André Preto (Camarão), Renato Reche, Waldemar Brandi (Predador) entre outros...

Eu via eles descendo aquelas ladeiras em alta velocidade com aqueles capacetes fechado e eu achava muito louco, era aquilo que eu queria.

Até que um dia fomos ver um filme em VHS de um campeonato de downhill que aconteceu na África do Sul e tinham uns caras de inline, eles falavam e me mostravam aquilo, aí já era, foi ali que decidi qual modalidade eu iria seguir.

Desde quando você participa de campeonatos? Qual mais marcou e porque? O meu primeiro campeonato foi em 1999, aconteceu em Osasco. Fiquei em terceiro lugar, em primeiro ficou meu amigo Bruno Santa.

O que mais me marcou na verdade foram os que mais marcaram, o primeiro que participei em 1999, e a primeira etapa do Brasileiro de 2014 pois fui o atleta mais rápido entre todas as categorias fazendo o 1° e 2° melhor tempo da ladeira, no final acabei ficando em quarto lugar, mas meu desempenho foi algo que deixou muito satisfeito.

O que você diria pra quem quer começar a praticar o downhill? Que respeite o esporte, a ladeira, pratique em locais apropriados.

Procure aprender com atletas que competem na modalidade, pois nós temos locais específicos de treino para a pratica da modalidade com o mínimo de segurança e muita adrenalina.


Para quem tem dúvida em quais equipamentos utilizar eu recomendo que assista o vídeo abaixo onde demonstro todos equipamentos utilizados no downhill.


E para quem deseja conhecer mais, saber o que treinar e evoluir na modalidade veja o próximo vídeo.

Qual seu maior objetivo como atleta dessa modalidade? Meu maior objetivo é ajudar a minha modalidade crescer, ser referência para quem está começando, formar novos patinadores no downhill. Minha competição é sempre comigo mesmo, buscando melhorar minha técnica e evoluir na patinação.


Participe do nosso grupo do Facebook.



Veja o vídeo com a nossa treinadora Luara Carvalho em uma descida emocionante, sem cortes ou edição, filmado pelo atleta Dennis Tavares


181 visualizações

Parceiros:

download.png

THAYNE

YAMAMOTO

inline-certification-program.png

2019 | Adreninline | São Paulo - SP