Musica e Patinação. Sim ou não?

Atualizado: 6 de Mar de 2019

Muitas pessoas adoram ouvir música enquanto patinam, porém há algumas modalidades da patinação que não se pratica sem a música e inclusive a música pode influenciar em seu desempenho durante a apresentação.


Fizemos uma breve entrevista com algumas pessoas que são referências dessas modalidades no Brasil. Inicialmente vamos falar de patinação artística uma das modalidades mais antigas da patinação, surgiu no gelo primeiramente onde as pessoas faziam desenhos nos lagos congelados e onde eram julgados pela dificuldade do desenho, porém em 1860 Jackson Haines um Norte-americano foi a Viena, ele era um mestre de ballet e ao ver os patinadores a dar voltas sem objetivos ou apenas desenhando no gelo, teve a ideia de introduzir a música, a coreografia e a dança na patinação no gelo. E assim nascia a Patinação Artística ou “Figure Skating”.

Para sabermos um pouco mais dessa modalidade e sua relação com a música entrevistamos a Rita Bomfati, da Cia Bomfati de Patinação em Curitiba-PR, coreografa, musico terapeuta, educadora física e patinadora artística:


Em uma apresentação de patinação artística a escolha da música conta como nota?

-Não


E se mais de uma pessoa escolher a mesma música para se apresentar, perde pontos?

-Não, pois acontece muito.


A coreografia precisa estar no ritmo da música?

-Precisa sim, muito importante e conta como nota B, que seria a pontuação artística.


Quais os ritmos mais utilizados?

-Os temas e ritmos dos shows da maioria das escolas de patinação artística é Disney. Eu costumo criar as histórias tem algumas coisas de teatro junto, nos meus shows de patinação e não tem nada de Disney.


Procuro evitar Disney nas competições, pois os Juízes reclamam que não aguentam mais escutar as mesmas músicas e pedem para inovar.


E qual ou quais suas músicas favoritas para apresentações?

Essa é uma pergunta difícil de responder, esse ano as duas que é do show que estou gostando mais é:


Guarani - Carlos Gomes

Atraente - Chiquinha Gonzaga

Em seguida já em meados dos anos 1970 surgiu o Roller Dance ou Roller Disco, quando a mania do disco estava no auge, surgiu os rinks de patinação que são a junção da discoteca com a patinação. Roller discos também são populares entre as crianças e jovens adolescentes, especialmente para festas.


Como em outras discotecas, os efeitos especiais tais como máquinas de névoa e luzes são usadas ​​frequentemente. Para minimizar o risco de ferimento, os organizadores dos rinks só deixam que os participantes patinem em uma direção para que eles não se esbarrem um no outro ou no centro da pista onde a patinação é livre.


Para sabermos um pouco mais da modalidade entrevistamos o Luís da Roller Jam em São Paulo no bairro da Mooca.


Luís há competições de Roller Dance?

Há muito tempo existem as competições de Jam skate e Shuffle (dança e patina ao mesmo tempo) foram evoluindo hoje existe jamskating que fundiram o breaking com a patinação.


Quais os ritmos mais utilizados?

Como surgiram na década de 70 os ritmos predominantes são o soul music e o funk, ritmos mais dançantes que tem uma batida um pouco mais forte e conseguiam fazer marcações na hora da dança.


Quais suas músicas preferidas para apresentação de roller dance?


Kool & The Gang - Hollywood Swinging


Dream Team Shuffle

Nos dias de hoje outra modalidade da patinação que se destaque entre os jovens é o Freestyle mais especificamente o slalom. Ele surgiu na patinação em meados dos anos 90, quando teve o “boom” da patinação inline, na Europa já se praticava bastante por volta de 1994 e 1995, o primeiro campeonato oficial foi em 1996 na suíça e em 2007 aconteceu o primeiro campeonato mundial. As primeiras competições eram apenas uma fileira de cones com medidas variáveis, mas nos parques as pessoas faziam as fileiras com carretéis de linha, latinha e etc... E foi evoluindo até chegar aos cones e três fileiras com medicas de 1,20cm, 80cm e 50cm e a música ser introduzida nas apresentações.


Também entrevistamos o patinador de slalom, Rodrigo Morgado.

Rodrigo quando surgiu a música dentro do slalom?

Sempre teve porque o slalom ele já tem certo ritmo nas manobras, slalom e música são uma coisa conjunta, no começo era uma passagem corrida, mas depois que juntou com o Freestyle a música veio bem a calhar daí a música deu muito certo.


A escolha da música conta como nota na apresentação?

O Slalom Classic, a pontuação artística conta de acordo com as manobras dentro da música e não pelo a escolha da música.


As manobras precisam estar de acordo com o ritmo da música?

É favorável, em uma batalha por exemplo, o DJ coloca um som aleatório para um atleta competir com o outro e se o atleta faz totalmente fora da música vai ficar ruim para ele, mas não conta na batalha, porém no Classic sim.


Quais os ritmos mais utilizados?

Músicas de break dance são as mais loucas que tem a ver com batida, músicas em eletrônicas são legais, rock também é legal, mas as de break dance são as mais loucas.


Qual música você mais gosta para apresentações?


Álbum do DJ Pablo - Prepare for the Battle

Você curte ouvir música durante seus treinos? Deixe nos comentários, compartilhe sua playlist, participe de nosso grupo do Facebook.


165 visualizações

Parceiros:

download.png

THAYNE

YAMAMOTO

inline-certification-program.png

2019 | Adreninline | São Paulo - SP