Patinar, é caindo que se aprende? Verdade ou mito?

Outro dia estava passeando com meu filho pelo condomínio eu a pé e ele de bicicleta, ele tem apenas 3 anos, em um certo momento ele se desequilibrou um pouco e colocou a mão no chão, uma senhora que passava caminhando falou assim pra mim: É caindo que se aprende. Eu prontamente respondi pra ela: Nem sempre. Depois fiquei refletindo sobre isso. Será que realmente é caindo que se aprende?

foto de fundo escurecida de uma criança quase caindo, as mãos estão bem proximas do chão, ela está com os equipamentos de segurança rosa e um patins cinza com azul. Em cima da imagem dela está escrito: Patinar, é caindo que se aprende? Verdade ou Mito

Com certeza essa é uma expressão que ouvimos muito em diversos lugares e em inúmeras situações, na patinação então, cansei de escutar e ler sobre isso nas redes sociais, nos grupos de patinação e tudo mais. Mas será que é verdade isso? Será que tenho mesmo que cair e me machucar às vezes para poder aprender a patinar ou aprender uma técnica nova?


Há diversos modos de se aprender e tem pessoas que aprendem melhor de uma forma que outras, porém não podemos generalizar isso, muitos dos que falam que é caindo que se aprende são patinadores intuitivos aqueles que aprendem através do instinto, tentam várias coisas até achar o caminho.


Assim como no futebol, basquete, vôlei ou qualquer outro esporte, há uma forma técnica de executar um chute, fazer uma cesta ou uma cortada. Na patinação, não é diferente, existe uma técnica correta e um método para realizar uma passada, uma curva, um freio, um giro, um slide e tudo mais que queira aprender.


foto de uma perna de um patinador com patins com freio realizando o crossover (curva cruzando os pés) em uma quadra poliesportiva

Tá, mais o que essa forma “correta” de aprender tem a ver com essa expressão: caindo que se aprende? Na verdade elas são antagônicas, pois quando você aprende a técnica de maneira correta, você irá saber o porquê de você ter caído. Um exemplo: se você está aprendendo fazer a curva cruzando o patins (crossover) com o freio de calcanhar, e você sabe que tem que fazer um empurre lateral, cruzar a frente e na diagonal e empurrar com a perna de trás (under push), no momento que você não faz isso e de repente cruza passando por cima do outro patins e acaba batendo o freio na ponta do outro patins, ai você desequilibra e pode cair e se cair você vai pensar, caí porque não cruzei a frente e na diagonal.


Agora imaginem essa mesma situação sem saber a técnica correta, o que vai acontecer muitas das vezes, um tombo atrás do outro e às vezes esses tombos podem levar a acidentes sérios e consequentemente até parar de patinar por um tempo e muitos até abandonam a patinação para sempre. E será que essa pessoa que caiu várias vezes vai aprender realmente? Se for um patinador intuitivo talvez, caso contrário não.


Portanto se você sabe como se realiza a técnica, no momento que tiver um desequilíbrio ou até mesmo uma queda você irá saber o porque caiu e ela poderá ser evitada muitas vezes adotando as posturas para se equilibrar melhor, mais se está aprendendo sem saber nada as quedas vão ser inevitáveis e muitas vezes podem levar a desistência do esporte para algumas pessoas, por isso recomendamos o nosso curso online gratuito com diversas técnicas de patinação.


Cinco crianças patinando e se divertindo em uma quadra de piso azul.

Porém quando falamos de crianças algumas coisas podem mudar, a maioria delas tem menos medo, e costumam testar a fazer as coisas do jeito delas, e juntamente com isso vem o desenvolvimento, muitas ainda estão aprendendo alguns movimentos que chamamos de habilidades motoras básicas. Muitos educadores falam que as crianças têm “braços e pernas de macarrão”, pois elas ainda estão em processo de aprendizado de suas habilidades de locomoção, manipulação e estabilização. Mas até mesmo para elas, que costumam gostar de cair com as proteções e brincar de cair na patinação, é importante sempre orientá-las que fica se jogando e caindo o tempo todo não é bom e que podem se machucar também.


E assim como os adultos, para crianças há uma forma também de ensiná-las para que a queda não se torne um trauma ou até mesmo uma desistência do esporte, porém esta forma não é tão metódica quanto ensinar um adulto e sim de forma lúdica. Nós da Adreninline fizemos uma Playlist de diversos exercícios de como ensinar uma criança a patinar. Confira aqui


Se você tem dúvidas sobre o assunto entre em contato com a gente, através do fale conosco ou em nosso grupo do Telegram que iremos lhe responder com maior prazer.



Inscreva-se no canal do youtube / clicando nessa imagem



Posts recentes

Ver tudo